ENEM

Você sabe por que os alunos do Professor Roger estão entre os melhores do vestibular e do ENEM?


Para responder essa pergunta é preciso saber como são as provas de literatura dos atuais vestibulares. Há muitos anos, as provas da UFRGS e da PUC, só para citarmos os exemplos mais conhecidos, têm se caracterizado pela abordagem textual, com ênfase na interpretação. Essa tendência não apenas tornou-se mais efetiva, como também se difundiu por praticamente todas as provas que nos interessam: ULBRA, UCPEL, UPF, UNISC e, é claro, Enem.

No caso do ENEM, cuja importância é indiscutível em  inúmeros vestibulares, é preciso ressaltar alguns aspectos. Você sabia que o ENEM representa 30% da prova da UNISC, 40% da prova da UPF? E nas federais? 30% da nota da UFRGS (além de 30% das vagas reservadas ao Sisu) e é a única forma de ingresso para a FURG, a UFPEL, UFSM e a UFCSPA, só no Rio Grande do Sul! A preparação para o ENEM é, portanto, fator essencial para a conquista de uma vaga. 

O que todas as provas citadas acima têm em comum? 

Com variações que vão do nível de dificuldade apresentado, número de questões por prova, extensão do programa e outros aspectos, podemos destacar os seguintes itens:
1º) A presença de muitos textos, o que exige uma grande capacidade de leitura, que não se adquire de um momento para outro. É preciso treinar e exercitar por um período relativamente extenso. É preciso que o vestibulando saiba que existem formas de trabalhar que o capacitam para essas provas, mas não existem soluções fáceis
2º) Esses textos estão inseridos na tradição da literatura, portanto precisamos entendê-los na perspectiva em que foram criados. Aí entra a chamada periodização da literatura, seus autores, suas obras, suas características.
3º) Agora vamos lembrar daquela que é, talvez, a maior das dificuldades: as relações entre os textos de diversos períodos, as relações de textos com outras formas de linguagem, como as artes plásticas, a música, a propaganda, a charge, os chamados gêneros digitais, enfim, as relações entre os mais diferentes tipos de texto.
4º) A interpretação / compreensão de texto propriamente dita. Esse é um trabalho que se faz em longo prazo e possibilita a apreensão de um conhecimento que dificilmente se adquire estudando sozinho.
5º) Vale lembrar ainda que tudo que foi mencionado anteriormente pode acabar em mau resultado se o vestibulando não for capaz de realizar estas etapas no tempo exigido para completar a prova, que, em geral, é considerado insuficiente. Quem não teve a clara impressão de que poderia ter feito uma melhor prova se tivesse mais tempo?

Quando fizer sua escolha, procure observar se o trabalho contempla o que foi indicado acima. Pergunte a quem estudou com o professor Roger sobre o trabalho, o material e a organização de seus grupos.

Pré-Vestibular Mottola | Rua Gonçalo de Carvalho, 181 - telefone (51) 3311-0880 | rogerliteratura@hotmail.com

Site desenvolvido por wwsites